Messi devolve futebol sul-americano ao topo do mundo

Messi devolve futebol sul-americano ao topo do mundo
Ver no Portal Vermelho

A Argentina se tornou tricampeã do mundo de futebol ao vencer a França nos pênaltis na decisão da Copa do Mundo do Catar. Com show de Messi e Mbappé, a partida terminou em 2 a 2 no tempo regulamentar. Na prorrogação, mais um gol para cada lado: 3 a 3. Com a decisão nas penalidades, a Argentina venceu ao converter quatro pênaltis contra dois dos franceses.

Com o resultado, o futebol sul-americano volta ao topo após a Copa do Mundo de 2002, vencida pela seleção brasileira. Depois de Itália (2006), Espanha (2010), Alemanha (2014) e França (2018), a Argentina traz de volta a taça para o continente de forma merecida.

Grande parte do título é responsabilidade de Lionel Messi, eleito o craque da competição.

Messi ao perder a final da Copa de 2014 (esq) e ao vencer a Copa de 2022 (dir). Foto: Fifa

Decisão

Diferente de outras partidas em que os jovens Julián Alvarez e Enzo Fernández decidiram o jogo, dessa vez foi a vez da velha guarda da Argentina garantir que a partida fosse para as penalidades. Di María voltou para a equipe após lesão durante a Copa e sofreu o pênalti que Messi (23’) converteu para abrir o placar.

Em seguida foi o próprio Di María (36’) que ampliou ainda no primeiro tempo.

Com o jogo controlado no segundo tempo, os argentinos nas arquibancadas chegaram a gritar “olé”.

Mas as mudanças feitas pelo técnico Didier Deschamps colocaram a França novamente no jogo e a estrela de Mbappé brilhou, marcando de pênalti aos 80 minutos e menos de um minuto depois fazendo o gol de empate (81’).

A equipe do técnico Lionel Scaloni, no tempo regulamentar, teve grande atuação também do meio campo, com destaque para De Paul e Mac Alliester. Por outro lado, Giroud, Dembélé e Griezmann não fizeram um bom jogo e foram os jogadores franceses que entraram com bola rolando os responsáveis por dar emoção à final junto com Mbappé.

Na prorrogação, os argentinos conseguiram controlar o ímpeto dos franceses que avançaram para decidir a partida. Assim, Messi novamente deu a vantagem para a Argentina com mais um gol (108’). Quando o jogo finalmente parecia estar decidido aconteceu outro pênalti mais uma vez convertido por Mbappé (118’), o terceiro gol da estrela francesa que terminou a competição na artilharia, com 8 gols marcados.

E a partida só foi encaminhada para as penalidades porque o goleiro Martínez pegou uma bola que poderia ser a virada da França, nos minutos finais.

Nas cobranças a estrela do goleiro Martínez brilhou, assim como na disputa contra a Holanda. Ele pegou o chute de Coman e contou com o erro de Tchouaméni que mandou a cobrança para fora.

Coube ao argentino Montiel, que cometeu o pênalti de empate na prorrogação, a converter a última cobrança que deu o título a Argentina.

Título merecido para os hermanos que devolvem o orgulho para o futebol sul-americano, ainda mais com uma vitória sobre uma seleção europeia. Agora fica a lição para o Brasil tentar mais uma vez o Hexa na Copa de 2026, que será realizada nos Estados Unidos, Canadá e México.

Deixe seu comentário

Esquerda  News Gostaríamos de mostrar notificações para as últimas notícias e atualizações.
Dismiss
Allow Notifications