Gil

Gil

Artista atingiu grau de evolução que para a maioria está apenas nos livros

por Mariliz Pereira Jorge

“O mundo só anda para frente.” Gilberto Gil me disse isso há poucos meses quando perguntei se ele não temia um retrocesso maior, que nos levasse aos tempos em que foi preso e viveu exilado em Londres. Afirmou, convicto: “não, não tem isso, não, as pessoas querem viver em paz”.

Ao ver a cena revoltante em que Gil e Flora foram acossados e agredidos, uma imagem ficou. Gil parece o tempo todo uns degraus acima da barbárie, como se flutuasse sobre o ódio e a ignorância, sentimentos tão mundanos para quem já alcançou outra dimensão. Naquele patamar em que vivem apenas os deuses da sabedoria, da sensibilidade, da escuta, da paz.

Não foram analistas e cientistas políticos, colegas de profissão, os que acalmaram meu coração diante de todas as ameaças que vivemos e que continuaremos a enfrentar, mas a frase dita num fim de tarde de junho: “o mundo só anda para frente”.

Eu me lembrei de livros que ecoam esse otimismo, dos quais falei para Gil em nossa conversa sobre o futuro do país. “Utopia para Realistas”, de Rutger Bregman, e “O Novo Iluminismo”, de Steven Pinker, olham nessa mesma direção: para frente. O que não significa que o mundo seja cor-de-rosa, que os humanos sejam pura bondade e que a natureza não seja caótica, como pondera Pinker.

Mas em momentos em que vivemos agitações sociais e questionamentos sobre o trabalho, o dinheiro, a família e a felicidade temos a oportunidade de passar por grandes transformações. Bregman cita marcos da civilização que já foram ideias utópicas, tais como o fim da escravidão e o início da democracia, para mostrar que podemos construir uma sociedade melhor com ideias visionárias, mas viáveis.

Humanos subdesenvolvidos são maus, ressentidos, agressivos. Gilberto Gil sabe que o mundo anda para frente porque já chegou num grau de evolução que para a maioria está apenas nos livros, que ainda devo para ele.

Mariliz Pereira Jorge
Jornalista e roteirista de TV.

Fonte: FSP 29/11/2022

Deixe seu comentário

Esquerda  News Gostaríamos de mostrar notificações para as últimas notícias e atualizações.
Fechar
Permitir Notificações