Tarcísio de Freitas defende medidas sanitárias ‘rígidas’ contra Ômicron e desperta fúria de bolsonaristas

Tarcísio de Freitas defende medidas sanitárias ‘rígidas’ contra Ômicron e desperta fúria de bolsonaristas
Por Brasil 247

Os negacionistas criticaram o ministro pelas redes sociais. Ele defendeu até mesmo vetar a entrada de não vacinados no Brasil

247 – O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que deve ser lançado por Jair Bolsonaro para concorrer ao governo de São Paulo em 2022, defendeu medidas sanitárias ‘rígidas’ no Brasil para conter a chegada e o avanço da nova variante do coronavírus, a Ômicron.

O ministro, contrariando seu chefe, falou até em vetar a entrada de não vacinados no país. “A gente tem defendido a abertura, isso não só aqui no Brasil, para aquelas pessoas que estejam com a imunização completa, com as vacinas reconhecidas pela OMS. Entendo que isso é importante para a economia de todos os países”.

“Diminuição das exigências sanitárias para aqueles com imunização completa e procedimentos mais rígidos do ponto de vista sanitário, maiores decisões, para aqueles que não têm imunização completa. É nessa linha que a gente vai seguir”, seguiu o ministro.

Deixe uma resposta