Pelo menos 18 mortes são registradas no estado de São Paulo durante chuvas intensas

Pelo menos 18 mortes são registradas no estado de São Paulo durante chuvas intensas
Por Brasil de Fato

As chuvas que começaram a atingir São Paulo na última quinta-feira (27) têm deixado estragos em diversos pontos do município. Foram 18 mortes registradas em todo o estado paulista, conforme informou o governador João Doria (PSDB), neste domingo (30).

Uma das regiões mais atingidas foi Franco da Rocha, a 14 quilômetros a Norte-Oeste de Guarulhos, onde quatro mortes foram registradas, devido a deslizamentos de terra. Em Várzea Paulista, já próximo do município de Jundiaí, a equipe de Defesa Civil informou uma morte decorrente de um desabamento e segue na procura por quatro pessoas da mesma família que desapareceram após o acidente.

Em Embu das Artes, na Zona Sudoeste da capital, três mortes foram registradas, depois que um deslizamento de terra atingiu uma casa. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma mãe e dois filhos foram soterradas e não resistiram.

Até o momento, já choveu 255,2mm, praticamente o total dos 255,7 mm esperados para o mês, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo.

As chuvas também levaram a Prefeitura a suspender a vacinação contra a covid-19, que estava prevista para ocorrer em seis parques e duas farmácias na Avenida Paulista, na região central do município. A imunização será retomada nesta segunda-feira (31).

O Corpo de Bombeiros informou que, durante a madrugada deste domingo (30), recebeu seis chamados por desabamentos ou desmoronamentos, três por alagamentos e 47 por quedas de árvores. O município entrou em estado de atenção para alagamentos, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).

No Ipiranga, Zona Sul da capital paulista, uma cratera de cinco metros foi aberta pela erosão causada pela água.

Em todo o município, diversos bairros ficaram sem luz, principalmente na Zona Sul, em função do desligamento de uma linha de alta tensão que alimenta a região. De acordo com a Enel, a queda de uma árvore de aproximadamente 30 metros causou o desligamento.

Deixe uma resposta