Ministra Luciana Santos quer estimular “meninas cientistas” com bolsas

Ministra Luciana Santos quer estimular “meninas cientistas” com bolsas
Ver no Portal Vermelho

A ministra de Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, quer estimular o desenvolvimento feminino no ambiente científico e acadêmico, como já vinha fazendo em Recife e no governo de Pernambuco por meio de bolsas. Em entrevista ao programa A Voz do Brasil, ela disse que o assunto foi uma das prioridades destacadas após uma reunião nesta sexta-feira (13) com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Foram discutidas as comemorações do 8 de março, Dia Internacional de Luta das Mulheres. “Vamos debater o programa de Pernambuco ‘Futuras Cientistas’, meninas do ensino médio que se habilitam para receber essas bolsas e a resultante é muito positiva. 70% passam no vestibular e mais de 80% foram para as carreiras de ciência e tecnologia. Um estímulo grande as jovens cientistas”, disse ela.

Ela contou para Lula sobre a experiência exitosa no Recife do “Programa Embarque Digital” que promove e estimula a participação de jovens, com recorte racial e de gênero, com metade das vagas para negros e pardos, com prioridade para meninas ocuparem vagas, que têm objetivo de formar pessoas na área de programação.

“Temos déficit de oferta de mão de obra para a área de Tecnologia da Informação. No Porto Digital [de Recife] temos 340 empresas oferecendo 2500 vagas e não temos pessoas aptas a ocupar essas vagas”, informa ela.

Luciana quer que o Embarque Digitar seja implementado em escala nacional. O programa envolve cursos de tecnólogo de nível superior, de 2 anos e meio. “Vamos formar uma leva de pessoas nessa área tão dinâmica e estratégica que é a de TI”.

Um outro assunto importante tratado na reunião foi sobre o aumento nas bolsas dos pesquisadores do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), discutidas com o ministro da Educação, Camilo Santana.

“Nós estamos fazendo este estudo com uma perspectiva de fazer um reajuste das bolsas, que estão congeladas há nove anos. Há uma determinação do presidente nesta direção. Vamos anunciar o montante e como se vai dar esse aumento o mais breve possível”, disse a ministra.

Clique aqui para ouvir a entrevista

Primeiras ações

Luciana disse que durante a reunião com Lula também tratou de outras prioridades, primeiras ações e iniciativas para a pasta. Entre os assuntos tratados está a reposição orçamentária do Ministério.

“Depois de quatro anos de negacionismo, a ciência vai ter vez no Brasil. Então ele [Lula] toma a decisão de revogar a Medida Provisória 1136 de [ex-presidente Jair] Bolsonaro que contingenciava os recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia até 2026”, disse. São fundos oriundos da Lei do Bem e da Lei da Informática.

Luciana ainda disse que a ciência pode ser usada no combate à fome. Segundo ela, é preciso produzir experiências que potencializem a agricultura familiar, “tanto do ponto de vista qualitativo como soluções para intempéries no semi-árido e outras regiões que tenham dificuldade de que a produção alimentar possa estar à altura do desafio daquela determinada região”.

Luciana anunciou programas de intersecção com outros ministérios, como a retomada do Prodes, que é um programa contra o desmatamento da Amazônia e que tem um papel importante no Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpi), e do Projeto Biomas BR, que monitora a situação dos biomas brasileiros.

Deixe seu comentário

Esquerda  News Gostaríamos de mostrar notificações para as últimas notícias e atualizações.
Dismiss
Allow Notifications