people sitting down near table with assorted laptop computers

Jornalismo digital brasileiro se une na campanha #DiadeDoar

Jornalismo digital brasileiro se une na campanha #DiadeDoar
Por Amazonia Real

Ação reúne 27 organizações com objetivo de arrecadar doações para financiar o jornalismo digital de qualidade. Na imagem, a campanha #DiadeDoar pede contribuições para o jornalismo que “te inspira, te informa, te representa, te escuta”


Neste 1º de dezembro, é celebrado o Dia de Doar, uma data mundial escolhida para promover a generosidade e inspirar pessoas a doarem para aquilo o que elas acreditam. De hoje a 4 de dezembro, 27 organizações jornalísticas de todo o Brasil, incluindo a Amazônia Real, se unem para gerar uma mobilização em torno do financiamento do jornalismo independente.

A primeira edição desta iniciativa ocorreu em 2020, um ano duro para muitos veículos de comunicação por conta das restrições da pandemia da Covid-19. Mas de lá para cá o jornalismo profissional e de qualidade saiu fortalecido, mesmo em meio às ameaças contra profissionais de imprensa, à proliferação da desinformação e para fazer frente ao negacionismo dos políticos.  No ano passado, 18 organizações jornalísticas participaram da campanha, 9 a menos que em 2021.

As ações para estimular doações serão feitas nos perfis das redes sociais das organizações jornalísticas, sempre identificadas pela hashtag #DiadeDoar. A ideia é motivar os consumidores de conteúdo a contribuírem para a continuidade do trabalho dessas organizações. Esses recursos fazem diferença. Produzir e oferecer jornalismo de qualidade em redes digitais depende de financiamentos.

A agência Amazônia Real possui uma campanha de financiamento coletivo recorrente, por meio de pagamentos mensais, dentro da plataforma Catarse.me. A campanha deste ano chama a atenção do público de que vale a pena contribuir para o jornalismo que “te inspira, te informa, te representa, te escuta”.

Todas as publicações jornalísticas que participam do #diadedoar atuam na fiscalização do poder público, adotam a pluralidade editorial e trabalham para defender a democracia – ameaçada nos últimos tempos por uma enxurrada de desinformação. Também prezam pela liberdade de imprensa, igualmente ameaçada nos últimos anos.

Nessa parceria estão presentes ainda as organizações Agência Envolverde, Agência Mural, Agência Pública, Alma Preta, Aos Fatos, AzMina, data_labe, Eco Nordeste, Énois Laboratório de Jornalismo, Fauna News, Gênero e Número, Joio e o Trigo, Jornal Metamorfose, Jornal Plural, Manual do Usuário, Marco Zero Conteúdo, Matinal Jornalismo, Nonada Jornalismo, Nós, mulheres da periferia, ((o))eco, Periferia em Movimento, Portal Catarinas, Ponte Jornalismo, Quatro Cinco Um, Saiba Mais e Sul21.

Clique e apoie: https://linktr.ee/DiadeDoar_

 

Deixe seu comentário