Em prol do emprego, deputados decidem prorrogar desoneração da folha

Em prol do emprego, deputados decidem prorrogar desoneração da folha
Matéria publicada originalmente no Site Portal Vermelho, clique no link para ir para Site do autor: Portal vermelho

Após construção de acordo, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (17), o Projeto de Lei (PL) 2541/21, que prorroga até 2023 a desoneração da folha de pagamento das empresas dos 17 setores da economia que mais empregam no país. O texto, que tramitava em caráter terminativo nas comissões da Câmara, segue agora para análise do Senado.

A desoneração da folha permite às empresas substituir a contribuição previdenciária, de 20% sobre os salários dos empregados, por uma alíquota sobre a receita bruta, que varia de 1% a 4,5%. Entre os 17 setores da economia que podem aderir a esse modelo estão: indústria têxtil; calçados; máquinas e equipamentos; proteína animal; construção civil; comunicação; e transporte rodoviário.

Na discussão, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) defendeu a inclusão de mecanismos de monitoramento e avaliação da política na geração de empregos. O parlamentar foi relator da revisão da lei que versa sobre a desoneração da folha e afirmou que é essencial haver dados para medir a eficácia da política.

“Eu sou relator da revisão da desoneração da folha. Na época, reduzimos de 56 para 17 setores, pois é necessário estabelecer filtros para que haja estímulos por parte do governo. Um dos filtros estabelecidos, por exemplo, foi manter a política para setores intensivos em mão de obra, como a construção civil. Era importante que tivéssemos critérios para manter o estímulo. Outro exemplo é o setor de teleatendimento. Mesmo na pandemia, o setor de teleatendimento manteve o nível de emprego. Isso é importante, pois é porta de entrada de muitos jovens no mercado de trabalho, por exemplo. Então, manter a geração de empregos mesmo em momento de crise mostra que a política teve impacto. Por isso, é necessário avançarmos e fazermos um monitoramento da implementação dessa medida. Minha proposta é que seja acrescido um mecanismo de monitoramento e avaliação sobre o emprego para que possamos avaliar se essa medida contribui para a manutenção do emprego. É necessário que tenhamos o conhecimento do setor, mas precisamos a ter essa avaliação do governo para que tenhamos de forma objetiva formas de medir a eficácia da iniciativa e talvez ampliar para outros setores”, alegou.

A sugestão foi incluída pelo relator do PL 2541, deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), em seu parecer. Para Orlando Silva, ao aprovar a medida e incluir a sugestão do PCdoB, o “Parlamento mostra que está em sintonia com o maior desafio do Brasil que é a geração de empregos”.

Fonte: Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
 

O post Em prol do emprego, deputados decidem prorrogar desoneração da folha apareceu primeiro em Vermelho.

Deixe uma resposta