Economista da FGV contesta fiscalismo de Pastore, colaborador de Moro

Economista da FGV contesta fiscalismo de Pastore, colaborador de Moro
Por Brasil 247

O economista da USP Affonso Celso Pastore, que presidiu o Banco Central durante a ditadura civil-militar, no desastroso governo do general Figueiredo, entende que o caminho do progresso é a privatização e a austeridade fiscal acima de tudo




Deixe seu comentário