Com menor verba em 11 anos, Bolsonaro cortou 34% do orçamento na educação básica

Com menor verba em 11 anos, Bolsonaro cortou 34% do orçamento na educação básica
Ver no PT Nacional
Para 2023, Bolsonaro deixa R$ 5,9 bilhões de recursos para a educação. Quando assumiu, teve R$ 7,9 bilhões de orçamento desde a creche ao ensino básico. Os maiores cortes são na educação infantil, que tem projeção de R$ 5 bilhões, com redução de 96% comparado ao ano de 2021

O verdadeiro lado sombrio de Bolsonaro, avesso à importância da educação na vida dos brasileiros e brasileiras, realiza um corte de 96% do orçamento para 2023 na educação infantil e 34% na educação básica, com redução de R$ 1,096 bilhão no programa “Educação básica de qualidade”, em comparação com 2022.

De acordo com o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), enviado por Bolsonaro ao Congresso Nacional em 31 agosto, os maiores cortes são na educação infantil, com projeção de R$ 5 bilhões para 2023, uma redução de 96% comparado ao ano de 2021.

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) também será afetada, com previsão de R$ 16,8 bilhões para 2023, um corte brusco de 56% em relação a 2021.

Deixe seu comentário

Esquerda  News Gostaríamos de mostrar notificações para as últimas notícias e atualizações.
Fechar
Permitir Notificações