A Amazônia segundo Lúcio Flávio Pinto

Auto Added by WPeMatico

A bíblia do colonialismo na Amazônia

Concluo a série de artigos sobre a transição da Amazônia da fase de certa autonomia na busca pelo desenvolvimento pela imposição de um modelo externo, que lhe retirou o poder de decidir sobre si mesma. A Amazônia foi definida pelo II PDA (Plano de Desenvolvimento da Amazônia), a mais importante manifestação da administração pública federal […]

O post A bíblia do colonialismo na Amazônia apareceu primeiro em Amazônia Real.

A Amazônia que era para ser e não foi

Este é o terceiro artigo da série em que volto à Amazônia do final dos anos 1950, quando houve uma interrupção da sua continuidade histórica e a região ingressou em uma nova etapa, definitiva e irremediável, a partir de uma intervenção externa que mudou completamente a sua configuração. Os 30 participantes do XVIII Congresso Internacional […]

O post A Amazônia que era para ser e não foi apareceu primeiro em Amazônia Real.

Amazonas: 5º mais violento do Brasil

O Estado mais violento da Amazônia é justamente o maior deles e do território nacional, o Amazonas. Com surpreendentes 15 homicídios por 100 mil habitantes, ele é o 5º mais violento do país. É óbvio o efeito do avanço das agressivas frentes pioneiras sobre áreas até então isoladas, a partir do sul do Estado, tratadas […]

O post Amazonas: 5º mais violento do Brasil apareceu primeiro em Amazônia Real.

A história interrompida

Prossigo a série de artigos, iniciada na semana passada (A paixão amazônica), com os quais espero fazer uma reflexão crítica de um passado ainda recente, mas já considerado irremediável pelos que se apossaram da Amazônia, nacionais ou estrangeiros. Em 1956, o Brasil sediou o 18º Congresso Internacional de Geografia. Uma das excursões de campo programadas […]

O post A história interrompida apareceu primeiro em Amazônia Real.

A paixão amazônica

As necessidades de guerra fizeram o mundo voltar à Amazônia na metade da década de 1940. Desta vez, tanto para se suprir de borracha, cujo acesso fora bloqueado no Oriente pelo ingresso do Japão na Segunda Guerra Mundial, quanto para estabelecer na região amazônica uma base definitiva de ação.Não foram apenas os estrangeiros, entretanto, que […]

O post A paixão amazônica apareceu primeiro em Amazônia Real.

A colônia no lugar do paraíso

A pergunta vai e volta, conforme o movimento cíclico da maré de interesse sobre a região: há vida inteligente na Amazônia? Hoje, o questionamento é mais simbólico e metafórico. Mas já foi concreto e real – e essa dúvida não é remota. Sob cuidados e manipulações, persiste. A partir de 1966, os militares, desde dois […]

O post A colônia no lugar do paraíso apareceu primeiro em Amazônia Real.

A maior multinacional da Amazônia

A multinacional norueguesa Norsk Hydro se tonou a indústria mais integrada da Amazônia. Tendo se instalado no Pará em 2000, comprando da Vale uma participação de 25% na Alunorte. Em 2011 a empresa passou a controlar todas as etapas da produção de alumínio, com operações integradas de mineração de bauxita, refinaria e fundição de alumínio. Tornou-se […]

O post A maior multinacional da Amazônia apareceu primeiro em Amazônia Real.

Vale e Xikrin: 40 anos

A Vale colocou no seu portal vídeo com quase seis minutos de duração para registrar os 40 anos do seu relacionamento com os indígenas Xikrin do Cateté, seus vizinhos na província mineral de Carajás, no Pará. A relação entre a mineradora e esse povo tem sido frutífera e o seu balanço é positivo. Hoje, a […]

O post Vale e Xikrin: 40 anos apareceu primeiro em Amazônia Real.

O maior vendedor de terras do Brasil

Em abril de 2010, o Iterpa (Instituto de Terras do Pará) arrecadou a área de terras denominada gleba Ampulheta-Área 1, localizada no município de Parauapebas, no sul do Estado, com área de 23.614 hectares, devidamente matriculada no cartório de registro de imóveis da comarca. Doze anos depois, o mesmo Iterpa, considerando os “ajustes técnicos” feitos […]

O post O maior vendedor de terras do Brasil apareceu primeiro em Amazônia Real.

O fim antecipado

Em nota oficial à imprensa, a Polícia Federal informou que as investigações sobre as mortes do indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips prosseguiam e que havia “indicativos da participação de mais pessoas na prática criminosa. As investigações também apontam que os executores agiram sozinhos, não havendo mandante nem organização criminosa por trás do […]

O post O fim antecipado apareceu primeiro em Amazônia Real.