Brasil registra 1.295 mortes em 24h, pior avanço desde julho

Brasil registra 1.295 mortes em 24h, pior avanço desde julho
Autor: Cézar Xavier
Por Portal Vermelho

O número de mortes em decorrência de complicações associadas à covid-19 chegou a 635.074 no Brasil. Em 24 horas, o país registrou mais 1.264 óbitos – ontem (8), o sistema de informações da pandemia marcava 633.810 mortes.

Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 873 — a maior registrada em quase 6 meses, desde 12 de agosto de 2021 (quando estava em 884). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +109%, indicando tendência de alta nos óbitos decorrentes da doença. É o maior número de mortes em um dia desde 29 de julho de 2021, quando foram registrados 1.354 óbitos.

Gráfico semanal de óbitos revela aumento exponencial após explosão de contágios

De ontem para hoje (9), foram registrados mais 178.814 diagnósticos positivos de covid-19. Na terça-feira, o total de casos estava em 26.776.620 e hoje chegou a 26.955.434.

Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 163.781. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -4%, indicando tendência de estabilidade nos casos da doença.

Última semana de contágios sinaliza para queda de casos após forte explosão em um mês

Desde o início da pandemia, 26.955.434 de pessoas morreram por causa da doença. Ainda há 3.172 mortes em investigação. Nesses casos, são necessários exames e procedimentos posteriores para determinar se a causa da morte foi covid-19.

Estão em acompanhamento 3.017.168 de casos de covid-19. O termo é usado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta, nem evoluíram para morte.

Até hoje, 23.303.192 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 86,5% dos infectados desde o início da pandemia.

As informações estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado no início da noite desta quarta-feira (9). O balanço consolida as informações enviadas por secretarias municipais e estaduais de Saúde sobre casos e mortes por covid-19.

Dados de casos e mortes por covid-19 divulgados nesta quarta-feira (9).
Dados de casos e mortes por covid-19 divulgados nesta quarta-feira (9). – 09/02/2022/Divulgação/ Ministério da Saúde

Estados

Conforme a atualização do Ministério da Saúde, São Paulo é o estado com maior número de mortes por covid-19 (160.542), seguido por Rio de Janeiro (70.448), Minas Gerais (57.075), Paraná (41.570) e Rio Grande do Sul (37.384).

Os estados com menos óbitos resultantes da doença são Acre (1.909), Amapá (2.068), Roraima (2.106), Tocantins (4.028) e Sergipe (6.147).

Apenas duas unidades federativas não se encontram em tendência de alta nas mortes por Covid em todo o país. São elas Goiás, que nesta quarta aponta estabilidade, e Roraima, em queda. O estado de Rondônia não divulgou seus dados.

Vacinação: 70,6%

Os dados do consórcio de veículos de imprensa desta quarta-feira (9) mostram que 151.661.195 pessoas estão totalmente imunizadas. Este número representa 70,6% da população total do país. A dose de reforço foi aplicada em 53.479.042pessoas, o que corresponde a 24,89% da população.

A população com 5 anos de idade ou mais (ou seja, a população vacinável) que está parcialmente imunizada é de 83,76% e a população com 5 anos ou mais que está totalmente imunizada é de 75,77%. A dose de reforço foi aplicada em 33,06% da população com 18 anos de idade ou mais, faixa de idade que atualmente pode receber o reforço da vacinação.

22 estados e o Distrito Federal divulgaram números da vacinação de crianças entre 5 e 11 anos: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. No total, 4.223.664 doses foram aplicadas em crianças, que estão parcialmente imunizadas. Este número representa 20,6% da população nessa faixa de idade que tomou a primeira dose.

6 estados não divulgaram dados da vacinação na população geral até às 20h.

Estados com maiores percentuais de totalmente imunizados (2ª dose + dose única): SP (79,78%), PI (77,45%), MG (74,10%), MS (72,92%) e RS (72,89%).

Deixe seu comentário